POVO CIGANO

Site dedicado à cultura, fé e sabedoria cigana, com orações, rituais e muita identidade e história…

Como Consagrar uma Imagem Cigana?

Como Consagrar uma Imagem Cigana?

Quando se começa a devoção e o culto ao povo cigano espiritual ou à um cigano ou cigana espiritual em especial, é comum adquirir uma imagem em forma de escultura para representação da entidade e maior facilidade de conexão.

No entanto, é importante que essa imagem seja consagrada para que deixe de ser somente uma imagem e torne-se um objeto sagrado, que emana boas energias e, principalmente, estabeleça uma conexão com a entidade.

A consagração da sua imagem cigana pode ser feita de acordo com a sua intuição. Não há nada mais correto e divino do que seguir a intuição.

Afinal, o que sua intuição está dizendo pode ser muito bem a inspiração que a própria entidade cigana está te enviando para a consagração da sua imagem.

A verdade é que não há regras para a consagração da imagem cigana, mas você pode seguir o seguinte passo-a-passo, caso se sinta inseguro(a) para consagrar sua imagem ao seu modo.

Consagração da Imagem Cigana

Já com a imagem em mãos, que pode ser a escultura de um cigano, uma cigana ou um casal de ciganos, lave-a em água corrente.

Se puder, dê um banho de mar, pois a água do mar é perfeita para consagrações. Em seguida, mergulhe a imagem em um recipiente (se puder, evite recipiente de plástico) com água e sal grosso, mantendo-a submersa por alguns minutos.

Enquanto isso, mentalize o que a imagem representa para você. Mentalize energias positivas, o respeito por seus antepassados e que toda energia negativa seja afastada.

Se for a imagem de uma entidade cigana especifica, mentalize energias do campo de atuação dela. Por exemplo, se for a imagem da Cigana do Ouro, mentalize prosperidade, dinheiro, riqueza, sucesso, o dourado.

Em seguida, retire da água com sal grosso e passe-a novamente em água corrente. Seque-a com pano limpo e coloque-a em seu local de destino (altar, prateleira, móvel, etc.).

Ao redor da imagem, acenda 3 velas: uma laranja para seus antepassados, uma vermelha para os ciganos e uma azul clara para Santa Sara Kali.

Ao acender cada vela, especifique em voz alta ou mentalmente porquê você está acendendo aquela vela, ou seja, ao acender a vela laranja, diga ou mentalize algo como: “Acendo essa vela laranja para os meus antepassados.”, e o mesmo você faz com as outras duas velas.

Coloque também uma taça (ou copo, caso não tenha taça) com água e um incenso de sua preferência ao lado da imagem e faça a seguinte oração:

“Salve Santa Sara Kali! Salve todo povo cigano! Que essa(s) imagem(ns) seja(m) irradiada(s) pelas suas forças e que suas forças se façam presentes em todos os momentos da minha vida, para minha proteção, força e elevação espiritual.

Que assim seja e assim se faça!”

Após as velas e o incenso terminarem de queimar, sua imagem cigana estará consagrada. Os restos de vela e de incenso poderão ser descartados e a água pode ser eliminada em água corrente.

Posteriormente à consagração, você pode adicionar acessórios à imagem para que ela se torne mais pessoal ainda.

Você pode adicionar colares, pulseiras, pedras, lenços e até colorir mais alguns detalhes da imagem com tinta e pincel.

Não se intimide com sua imagem cigana. Desde que haja respeito, você pode adorná-la como desejar para que ela fique cada vez mais pessoal pra você, claro, sempre no sentido de sentir a entidade próxima à você ou presenteá-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *